Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2017

Descoberto astrolábio da nau de Vasco da Gama

Imagem
Os investigadores da Universidade de Warwick, no Reino Unido, acreditam que o astrolábio recuperado ao largo da costa de Omã é o mais antigo instrumento de navegação alguma vez descoberto.

A nau Esmeralda terá naufragado no Oceano Índico em 1503. Foi uma de duas naus da frota de Vasco da Gama (a outra foi a São Pedro) que se sabe ter naufragado durante a segunda viagem do navegador português à Índia. Os restos da nau Esmeralda foram descobertos ao largo da costa de Omã há quase duas décadas. Os restos… ou que se acreditava ser os restos; muitos arqueólogos começaram por contestar a descoberta. Agora, e depois de a localização exata da nau Esmeralda ter sido divulgada no último ano, uma descoberta arqueológica feita pouco antes vem provar definitivamente que, sendo ou não a nau Esmeralda, aquela era definitivamente uma embarcação portuguesa que pertenceu à época dos Descobrimentos.
Em meados de 2014, o investigador britânico David Mearns, responsável da Blue Water Recoveries, liderou u…

Caranguejo-azul descoberto no estuário do Rio Guadiana

Imagem
O caranguejo-azul, uma espécie característica da América do Norte, que agora vive a mais de sete mil quilómetros de casa, foi descoberto no Algarve, mais concretamente pelos investigadores do Centro de Ciências do Mar (CCMAR) no estuário do Guadiana, um valioso recurso pesqueiro da nossa região. De acordo com uma nota enviada, a espécie é nativa da costa leste da América, tendo sido “encontrada pela primeira vez no rio Guadiana no passado mês de Junho”, graças a uma “estreita colaboração entre pescadores do Guadiana e investigadores do CCMAR”, sublinha o comunicado, já que, “permitiu identificar neste estuário, o siri ou caranguejo azul (Callinectes sapidus) que é nativa da costa leste americana”. A descoberta surpreendeu os pescadores locais, que se mostraram intrigados com o facto de se tratar de uma espécie originária de um local tão distante, e ainda por ser um recurso pesqueiro com muito valor na costa americana.
De acordo com o CCMAR, há registo de outros exemplares da mesma espéci…

Mar: Ano recheado de eventos vale maior projecção

Imagem
Iniciativas previstas para o próximo ano vão permitir internacionalizar um sector que é uma aposta política do actual Governo.


O Ministério do Mar, liderado por Ana Paula Vitorino, vai ganhar uma nova projecção no ano de 2018, de acordo com a proposta orçamental para o próximo ano, não só pelo reforço das verbas disponíveis, mas também porque estão calendarizados grandes eventos internacionais do sector marítimo a realizar em Portugal. Na agenda para 2018, está a organização de eventos como o ‘Oceans Meeting’, ‘Biomarine Buisness Conference’, ‘Shipping Week’, e ‘Campanha de Recolha e Prevenção do Lixo Marinho’, tudo iniciativas que irão contribuir para a internacionalização do sector empresarial nacional ligado ao mar.
O ministério liderado por Ana Paula Vitorino anuncia ainda a preparação das Comemorações do V Centenário da Circum-Navegação comandada pelo navegador português Fernão de Magalhães (2019-2022). Entre os grandes objectivos traçados pelo Ministério do Mar para 2018 inscrevem-s…

Central eólica em alto mar fornece energia a 20 mil casas

Imagem
A produção de energia eléctrica em alto mar tem bastante potencial, embora tenha dificuldades logísticas. Mesmo assim, há quem esteja disposto em explorar os ventos constantes que sopram nas costas, tanto que a primeira central eólica de alto mar já começou a operar, ao largo da Escócia. A Hywind Scotland foi construída pela Statoil, antiga petrolífera estatal norueguesa, com cinco hélices a operar a 25 km da costa de Peterhead, perto de Aberdeen, a leste da Escócia. A sua localização demonstra a viabilidade da produção em mar alto, com a central construída sobre um leito 800 metros abaixo do nível do mar. Com um potencial de produção de 30 MW, o governo autónomo da Escócia espera conseguir fornecer energia até 20 mil lares. No caso do nível de produção exceder o consumo, a Hywind vai estar ligada à bateria Batwind, que vai ter uma capacidade de armazenamento de 1 MWh. No futuro, a Statoil espera utilizar a tecnologia testada aqui noutros países. O objetivo também é reduzir o custo de p…

Captura zero da Sardinha em 2018? “É um insulto”, dizem os pescadores

Imagem
Conselho Internacional para a Exploração do Mar (ICES), insiste: a melhor opção para 2018 é não haver pesca da sardinha no espaço ibérico. Mas, o parecer do ICES lida com outros cenários, admitindo no limite um nível de captura superior ao de 2017. Há três meses, o organismo científico que aconselha a Comissão Europeia, defendera a suspensão da pesca de sardinha por 15 anos para que o stock regresse a níveis aceitáveis. Com a recomendação do ICES para 2018, o ambiente volta a ficar em brasa. A Associação Nacional das Organizações de Produtores da Pesca de Cerco (ANOPCERCO) reagiu, classificando a posição do ICES de "verdadeiro insulto a todos os pescadores portugueses" que nos últimos anos, "realizaram grandes sacrifícios para assegurar a melhoria do estado do stock de sardinha". A associação diz que a sardinha é um bem abundante e não escasso. HÁ SARDINHA EM ABUNDÂNCIA A recomendação de captura zero para 2018 é insultuosa porque "está em total contradição co…

Pesca da sardinha deve ficar suspensa em 2018

Imagem
Parecer é do Conselho Internacional para a Exploração do Mar, entidade científica consultada pela Comissão Europeia
A pesca da sardinha deverá ser proibida em 2018 em Portugal e Espanha, face à redução acentuada do 'stock' na última década, refere o parecer do Conselho Internacional para a Exploração do Mar (ICES) divulgado.
"Deve haver zero capturas em 2018", recomenda o ICES, entidade científica consultada pela Comissão Europeia para dar parecer sobre as possibilidades de pesca, com base nos seus estudos dos 'stocks'.
Segundo aquele organismo, o 'stock' de sardinha tem vindo a decrescer de 106 mil toneladas em 2006 para 22 mil em 2016. Contudo, aponta para vários cenários de capturas, estabelecendo como limite 24.650 toneladas.
O Conselho Internacional para a Exploração do Mar reconhece que a avaliação do desenvolvimento do 'stock' "é ligeiramente mais pessimista" do que as anteriores, pela estimativa de decréscimo.
Por um lado, sustenta…

Pesca artesanal e aquicultura com subsídio ao preço da gasolina

Imagem
Governo vai atribuir à pequena aquicultura o subsídio que já estava previsto no Orçamento para 2017 para a pequena pesca artesanal e costeira. O subsídio, que está previsto na última versão preliminar do Orçamento de Estado para 2018 (OE 2018) a que o Expresso teve acesso, consiste num “desconto no preço final da gasolina consumida equivalente ao que resulta da redução de taxa aplicável por força do disposto na alínea b) do nº3 do artigo 93º do Código dos Impostos Especial de Consumo (IEC) quanto ao gasóleo consumido na pesca”. Ou seja, segundo o IEC, em causa estão embarcações utilizadas na navegação marítima costeira e na navegação interior, à exceção da navegação de recreio privada, e a embarcações utilizadas em operações de dragagem em portos e vias navegáveis, excluindo a extração comercial de areias que não vise o desassoreamento. O Governo vai então regulamentar, através de portaria, o subsídio em questão, identificando os seus beneficiários, determinando o montante em função …

Joana Schenker. Das praias de Sagres até ao título mundial

Imagem
A portuguesa sagrou-se campeã mundial profissional de bodyboard na Nazaré, juntando esta conquista à do europeu
Foi um triunfo digno de um filme de Hitchcock, com Joana Schenker a ser eliminada nos quartos-de-final do Nazaré Pro, na praia do Norte, pela concorrente directa ao título, Alexandra Rinder, hispano-germânica das Canárias que já leva dois títulos mundiais. Mas a portuguesa viria a beneficiar da posterior eliminação de Rinder e da brasileira Isabela Sousa, a outra pretendente à coroa de campeã, na ronda seguinte, frente às japonesas Ayaka Suzuki e Sari Ohhara, respectivamente. E sagrou-se campeã mundial de bodyboard.
Desfecho surpreendente mas que não poderia ser melhor para a portuguesa que, assim, evitou levar a decisão do título mundial para as Canárias, derradeira etapa do circuito e casa de Alexandra Rinder.
Com este feito, Joana inscreveu o seu nome na galeria do desporto português numa categoria inédita: a dos campeões do mundo de desportos de ondas. É certo que já houve …

Está a “nascer” um novo país (feito de lixo dos oceanos)

Imagem
O ex-vice-presidente dos EUA, Al Gore, e a actriz britânica Judi Dench encabeçam a campanha que pretende transformar as toneladas de lixo que se acumulam no Oceano Pacífico num novo país – que já tem bandeira, moeda e até uma rainha. Não é segredo nenhum que há uma enorme quantidade de plástico a flutuar no Pacífico Norte. Mas numa tentativa desesperada de resolver o problema, um grupo de ativistas está a tentar uma nova abordagem. Os ambientalistas envolvidos nesta campanha querem consciencializar o mundo para o problema da poluição no mar e já fizeram o pedido formal às Nações Unidas para que as chamadas “Ilhas Lixo” sejam consideradas oficialmente um novo país. Estão em causa grandes quantidades de resíduos oceânicos e de plástico localizados no Pacífico. Para se ter uma ideia da dimensão do problema, trata-se de uma área semelhante à ocupada pela França. Assim, os ambientalistas apelam a António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas, para que aceite transformar as “Ilhas Lixo” …

O plano de Cyrill Gutsch para limpar os oceanos

Imagem
Entrevista FashionNetwork com Cyrill Gutsch
Cyrill Gutsch tem um sonho: eliminar o plástico dos oceanos do mundo. Esta sexta-feira, 13 de outubro, a Adidas começa a comercializar a sua nova linha de sapatilhas high-tech e ecológicas Parley, a mais recente iniciativa para transformar o plástico retirado dos oceanos em produtos de marca. Há dois anos, Gutsch associou-se a Pharrell Williams, que criou para a G-Star a coleção “Raw for the Oceans” em tecido biónico, feita de plástico reciclado retirado do mar.

A primeira linha de calçado com a Adidas, no ano passado, foi feita a partir de uma rede de pesca de 74 quilómetros, resgatada do mar. Pesando 70 toneladas, a rede foi atirada ilegalmente para o oceano após uma perseguição a um caçador ilegal de atum, realizada pelo capitão Paul Watson, fundador da Sea Sheperd. As sapatilhas mais recentes são fabricadas a partir de plástico apanhado na costa das Maldivas. Erman Aykurt, diretor criativo sénior da Adidas Originals, disse: “Escolhemos um …

Portugal quer enviar peritos a Oman mas abdica de tesouros no mar

Imagem
O Ministério dos Negócios Estrangeiros disse à RTP que propôs o envio de uma missão de peritos a Oman por causa do naufrágio da Nau Esmeralda, da armada de Vasco da Gama na Índia. O MNE aguarda uma resposta das autoridades omanitas.A posição do Estado português é não reivindicar espólios. "A melhor contribuição que o Estado português poderá dar para a proteção e valorização dos vestígios do seu património histórico e cultural que se encontram no leito do mar e fundos marinhos, é reivindicar, antes de mais, que os vestígios desse património sejam protegidos (proibindo a sua exploração comercial), estudados e valorizados em exclusivo interesse da Ciência, da Cultura e da Humanidade, de acordo com os princípios da Convenção da UNESCO", acrescentou o MNE.

"Esmeralda Perdida" é da autoria do jornalista Armando Seixas Ferreira e dos repórteres de imagem, Marques de Almeida, Carlos Pinota e Carla Quirino. A edição é de Sara Cravina.
Fonte: RTP

Ministra do Mar quer “multas à séria” para quem deixa lixo na praia

Imagem
A vontade de penalizar quem polui as praias portuguesas foi assumida pela ministra do Mar em conversa com jornalistas, à margem da Conferência “Our Ocean 2017”, em Malta. Ana Paula Vitorino defende a aplicação de “multas à séria e na hora” a quem deita beatas ou outros resíduos no areal. Só assim se podem evitar comportamentos como aquele a que assistiu este verão, conta, quando "uma senhora ameaçou fazer queixa do nadador-salvador quando este lhe chamou a atenção para pôr no caixote o lixo deixado pelo grupo junto às espreguiçadeiras". Estas situações só serão alteradas “se os concessionários de praia puderem actuar, em vez de ser só a Polícia Marítima". Porém, para isso, "é necessário fazer alterações legislativas". Penalizar o lixo deixado no areal é uma forma de reduzir a proliferação de plástico nos mares. Mas , também "irá surgir", nova legislação para reduzir a produção excessiva de plástico, adianta a ministra, sem especificar. A hipótese de…

Consórcio liderado pela Sonae tem 8 M€ para o Mar

Imagem
Foi apresentado o projecto ValorMar, uma iniciativa liderada pela Sonae, pelo CIIMAR – Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto e pelo Fórum Oceano – Associação da Economia do Mar que tem como objectivo a valorização de recursos marinhos através da investigação e desenvolvimento de novos produtos. Formado por 31 entidades, este consórcio inclui algumas organizações do sistema científico nacional, assim como empresas de diversos sectores de actividade, como a Docapesca e a Soja de Portugal, e vai contar com um investimento superior a 8 milhões de euros, cerca de 66% dos quais financiados pelo Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico no âmbito do programa Portugal 2020. O projecto terá a duração de três anos e tem como principal objectivo gerar novas aplicações marinhas para a indústria alimentar, biomédica, farmacêutica e cosmétic, perspetivando-se o lançamento de novos produtos com base em recursos como algas e simila…

E se o mar Menor vier a transformar-se num mar morto?

Imagem
As ligações entre o mar Mediterrâneo e o mar Menor, uma laguna na costa de Múrcia, diminuíram quase 80%. Investigadores pedem intervenção rápida e estruturante.

A paisagem insólita ainda não mudou, e as águas calmas do mar Menor, na costa de Múrcia, em Espanha, continuam calmas. Mas, à vista desarmada, muitos poderão já ter reparado que as águas cristalinas estão a dar lugar a uma água de tons esverdeados, e ter percebido que isso pode não ser um bom sintoma. Esse será, porventura, um dos sinais mais visíveis do quanto as coisas têm mudado, sobretudo nos últimos dois anos: uma das principais ligações naturais entre o mar Mediterrâneo e o mar Menor está a desaparecer.
PUB
Isso pode não ser rapidamente aferido à vista desarmada, mas com recurso a imagens de satélite e a medições feitas por drones aquáticos, sim. Esta informação permitiu perceber que as ligações entre o mar Menor e o mar Maior, nome dado ao mar Mediterrâneo naquela região, diminuíram cerca de 80%. Esta diminuição compromet…