quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Go Foodies junta ciência e gastronomia para promover o mar português


Há ciência por trás daquilo que comemos. Sabemos que é assim, mas será que conhecemos realmente os produtos que aparecem nos nossos pratos? Go Foodies é um projecto que Nuno Nobre, consultor na área da gastronomia, acaba de lançar e que pretende precisamente aproximar a ciência e a gastronomia.
O arranque aconteceu no passado dia 18, em Ponta Delgada, Açores, e envolveu chefs, cientistas e as protagonistas principais: as algas. O jantar 5 Algas, 5 Cientistas, 5 Pratos, no restaurante Jardim do Azoris Royal Garden Leisure & Conference Hotel, serviu de pretexto para mostrar o potencial gastronómico das algas, que foram trabalhadas por Nuno Nobre, o chef Pedro Oliveira, da Escola de Formação Turística e Hoteleira de Ponta Delgada e Michael Ross, chef do Azoris.

Numa parceria com a Associação de Promoção dos Produtos de Aquicultura e Pescas dos Açores (APPAQUA), o Go Foodies desafiou os cinco cientistas especialistas em algas – Ana Neto, da Universidade dos Açores, Isabel Sousa Pinto da Universidade do Porto, Leonel Pereira da Universidade de Coimbra, Ricardo Melo da Universidade de Lisboa e Rui Santos da Universidade de Faro – que se deslocaram a Ponta Delgada para um encontro em que discutiram projectos de produção de algas nos Açores, a explicarem durante o jantar as características e o potencial de cada alga. Para completar a experiência, na manhã do dia seguinte houve uma saída para o terreno para observar e apanhar algas.

Este é o modelo de evento que o Go Foodies pretende implementar a partir de agora, com outros jantares já previstos para 2018 nos Açores (para explorar, por exemplo, a relação das lapas com as pedras a que se agarram ou para trabalhar peixes menos valorizados) e com a internacionalização. A ideia, explica Nuno Nobre, é levar produtos ligados ao mar português – as algas são um exemplo, os ouriços-do-mar, outro, mas há o peixe, o marisco, etc. – a outros países, sempre com a componente científica associada.

Em Janeiro, coincidindo com o festival gastronómico Madrid Fusión, o Go Foodies vai levar o ouriço-do-mar até Madrid para três jantares, ligando este produto, que pretende valorizar, à Ericeira e ao Festival do Ouriço-do-Mar, que ali se realiza e que é também uma iniciativa de Nuno Nobre.

Segue-se, em Abril, outra iniciativa em Espanha, desta vez em Barcelona, no âmbito da feira Alimentaria 2018 e com a colaboração do chef Roberto Sihuay, do restaurante Ceviche 103. Os planos de Nuno Nobre incluem ainda jantares com produtos do mar português na Noruega (em Alesund, com o chef Tiago Lopes), em Moçambique, e em Londres, no restaurante Lima, do chefperuano Virgílio Martinez. 

Fonte: Público

Sem comentários:

Enviar um comentário