terça-feira, 2 de janeiro de 2024

Preço do frete sobe 80% devido ao desvio de navios do Mar Vermelho.


O custo do transporte de mercadorias voltou a crescer significativamente, à medida que os gigantes do transporte de mercadorias continuam a evitar a principal rota do Mar Vermelho. 

Os preços dos fretes subiram 80% na semana passada, já tendo subido quase 50% na semana anterior. A medida de custo de frete mais amplamente utilizada, o Shanghai Containerized Freight Index (SCFI), aumentou para 2455,78€ por contentor, acima dos 1364,63€ da última sexta-feira, 22 de dezembro, de acordo com dados fornecidos pela DSV. Desde 30 de setembro de 2022, há 15 meses, o preço não era tão alto.

O índice mede o custo médio de um contentor de 20 pés enviado de Xangai para a Europa. Os preços de envio mais elevados influenciam os montantes pagos e podem ter um impacto inflacionista, uma vez que a maioria dos produtos passará pelo menos algum tempo no mar no seu percurso até chegar aos consumidores. 

O Mar Vermelho é uma importante artéria de abastecimento que se tornou cada vez mais perigosa à medida que os militantes Houthi do Iémen, em apoio à Palestina, atacaram navios que acreditam fornecer e exportar de Israel.

Os aumentos de preços ocorrem apesar da segunda maior empresa de transporte de contentores, a Maersk, ter recomeçado algumas viagens no Mar Vermelho e do início da Operação Prosperity Guardian - uma força naval multinacional liderada pelos EUA, criada para se defender de ataques. Outras empresas, incluindo a maior empresa de transporte de contentores, a Mediterranean Shipping Company (MSC), continuam a desviar navios.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Investigador do MARE lança livro sobre a biologia do polvo

O investigador do MARE Rui Rosa é o editor principal, do recentemente lançado livro “Octopus Biology and Ecology” (Academic Press, Elsevier)...