Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2018

Descoberta de corais profundos nos mares da Madeira

Imagem
O Observatório Oceânico da Madeira (OOM) anunciou a descoberta de uma planície de corais profundos ao largo da Ribeira Brava, a uma profundidade de dois mil metros, com o auxílio de um robô subaquático. "Para a Madeira é com certeza inédito", afirmou Rui Caldeira, director do OOM, adiantando não ser "muito comum ver-se em mar profundo uma concentração tão grande de espécies de corais" como aqueles que foram encontrados em frente à Ribeira Brava, concelho a oeste do Funchal. O OOM tem um projecto financiado por fundos do FEDER e parte deste projecto visa ir ao mar para recolher nova informação, depois de uma campanha oceanográfica feita em 2017 que foi focada essencialmente na zona costeira da ilha da Madeira, tendo regressado este ano, durante o mês de Julho. Em colaboração com o Instituto Hidrográfico e a Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental foi possível ter na região o ROV Luso, (do inglês Remotely Operated Vehicle), um veículo de operação …

Dourada com sabor a mar!

Imagem
A dourada tem um corpo de forma oval, de cor cinzento-prata, uma mancha dourada entre os olhos e o sabor que traz a história do oceano. Apresentamos-lhe a Sparus aurata, ou, por outras palavras, a dourada. Este peixe encontra-se, sobretudo, no Atlântico Nordeste e Mar Mediterrâneo, onde habita a coluna de água em zonas até 150 m de profundidade. Vive solitária ou em pequenos grupos e alimenta-se de moluscos, crustáceos e ouriços-do-mar. Reproduz-se de outubro a dezembro e vive aproximadamente 15 anos, tendo um porte variável de acordo com seu habitat. Um peixe peculiar Esta espécie pode ser encontrada por toda a costa Atlântica e Portuguesa, Mediterrâneo e Norte de África e vive em fundos mistos de areia e pedra, procurando zonas de laje rochosa para a desova. Na época da desova, as douradas apresentam-se em grande número nas zonas preferidas de nidificação, como é o caso do Cabo Espichel, Vereda ou ao longo da costa da Comporta, em Setúbal. E, surpreenda-se, com esta particularidade: as…

Governo diz que não há razões para proibir pesca da sardinha em 2019

Imagem
A ministra do Mar disse que o Governo entende que não há razão para proibir a captura de sardinha, considerando que o Conselho Internacional para a Exploração do Mar (ICES), "por vezes, peca por excesso". "O ICES dá um parecer científico com base na informação que tem, mas o que é facto é que muitas vezes peca por excesso", disse aos jornalistas a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, em Portimão, à margem da cerimónia de boas-vindas ao navio que faz a ligação entre o Funchal e aquela cidade algarvia. De acordo com um parecer científico do ICES, a pesca da sardinha deverá ser proibida em 2019 em Portugal e Espanha, tendo em conta a diminuição do 'stock' verificada nos últimos anos. "O Governo entende, tal como no ano passado, que não estamos em situação de fazer pesca zero. Podemos estabelecer uma cota para a captura mais baixa do que a deste ano e com medidas de gestão dos 'stocks' mais profundas", defendeu a ministra. De acordo com a governan…